Principal
Banner

postheadericon Estímulo para a amamentação em Niterói

amamentação_3

No mês nacional aleitamento materno, dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que, no Brasil, apenas 38,6% dos bebês se alimentam exclusivamente com o leite da mãe até o quinto mês de vida. A entidade recomenda a amamentação exclusiva até os seis meses de idade. Niterói se destaca no incentivo à prática, com três espaços em unidades públicas de saúde exclusivamente dedicados a ensinar mães de primeira viagem como amamentar e até como retirar leite para doação.


A manicure Queli Cristina Alves Nogueira, de 38 anos, é mãe de cinco filhos, amamentou todos até completarem 1 ano e 2 meses. Ela contou com o apoio da sala de apoio ao aleitamento materno da Unidade Básica de Santa Bárbara e hoje participa das orientações em grupo e também individual na unidade.


“Trocamos experiências, tiramos dúvidas e recebemos orientações. Aqui conto minhas questões com meus filhos e conversamos sobre cada caso apresentado pelas mães. Esta sala passa uma segurança, até porque muitas mulheres ainda têm vergonha e aqui acabam relaxando e entendendo que o aleitamento é um processo natural. Recebi uma ajuda muito importante quando meu mamilo rachou e senti muita dor. Tive toda a orientação para cuidar da melhor forma e não deixar de amamentar”, conta a manicure.


Segundo a OMS, a amamentação deve se estender até os dois anos da criança, com combinação com outros alimentos a partir dos seis meses. A psicóloga Cristina Oliveira é uma das profissionais que atuam na sala de amamentação de Santa Bárbara e conta que essa é uma das principais dúvidas das novas mamães.


“Orientamos sobre a importância do aleitamento exclusivo, derrubando o mito de que o bebê precisa de complementação de água, chá ou leite. O leite materno mata a sede, a fome, possui todos os nutrientes que a criança necessita para crescer e se desenvolver com saúde. Também ajudamos com a posição correta do bebê para uma melhor sucção, entre outras atividades. Todo esse acompanhamento ocorre em grupo, mas também de forma individual, garantindo assistência necessária a cada uma das mães de nossa unidade”, explica.


Antes mesmo do bebê nascer, as gestantes podem conhecer o espaço e aprender com uma enfermeira a importância da amamentação, técnicas e dicas. Depois do parto, as salas podem ser usadas como espaço para amamentação, tirar dúvidas e também para a retirada de leite. No local também são realizadas palestras e rodas de conversa com trocas de ideias entre as gestantes, mães e a equipe médica.


“As salas de aleitamento são muito importantes para a estratégia de Saúde da Prefeitura. O Município também acredita na assistência humanizada ao parto e pós-parto (puerpério), os recém-nascidos já vão ao peito na primeira meia hora de vida e, assim, se beneficiam desse alimento e do contato e aconchego com a mãe. Essa relação, além de ser um ato de amor e vinculo insubstituíveis, é de extrema importância para o crescimento saudável da criança, evitando uma série de doenças”, destaca Adriana Cersosimo, diretora da Maternidade Municipal Alzira Reis, que também conta com sala de aleitamento.


A Policlínica Regional Carlos Antonio da Silva, em São Lourenço, também oferece o serviço. Quando o leite é coletado para doação, é refrigerado e encaminhado para o Banco de Leite Humano do Hospital Universitário Antônio Pedro, que atende toda a rede pública de Saúde da cidade.


“A amamentação é fundamental para qualidade de vida da criança. Esse trabalho oferecido na rede de saúde de Niterói também é fundamental para enfrentar o preconceito que ainda existe sobre questões de amamentação e garantir os direitos da mulher”, destaca a secretária municipal de Saúde, Maria Célia Vasconcellos.


Importância do leite materno – Adriana Cersosimo destaca que o leite materno é um alimento vivo, completo e natural. Ele previne infecções gastrointestinais, respiratórias e urinárias, tem um efeito protetor sobre as alergias, principalmente as específicas para as proteínas do leite de vaca, e faz com que os bebês tenham uma melhor adaptação a outros alimentos. A longo prazo, ele ajuda na prevenção da diabetes e de linfomas.

“Entre as vantagens para a mãe, o aleitamento facilita uma involução uterina mais precoce, e associa-se a uma menor probabilidade de câncer de mama, entre outros. E, claro, permite à mãe sentir o prazer único de amamentar”, finaliza Adriana.


Salas de aleitamento de Niterói


Maternidade Municipal Alzira Reis: Av. Carlos Ermelindo Marins, s/n - Charitas

A sala de aleitamento fica aberta de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, para usuárias externas e fica à disposição 24 horas por dia para as internas.


Policlínica Regional Carlos Antonio da Silva: Av. Jansen de Melo, s/n - São Lourenço

A sala de aleitamento funciona de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas.


Unidade Básica de Santa Bárbara: R. Jandira Pereira, 625 - Santa Barbara

A sala de aleitamento funciona de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas.

 

 

 

 


 
Banner
Banner
DIGITE SUA BUSCA
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner