Principal
Banner

postheadericon Saúde do Idoso: Projeto Bem Vividos celebra um ano com baile

IMG_5804

Muita música, dança e alegria para celebrar a terceira idade. Esse foi o clima do I Baile Hi-Fi do Projeto Bem Vividos, que reuniu cerca de 50 pessoas, entre idosos e profissionais de Saúde, em um salão de festas na Engenhoca, na tarde desta quinta-feira (3/8). A festa foi em comemoração ao primeiro do ano do projeto que acontece na Policlínica Regional da Engenhoca. Realizado pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), direcionado aos maiores de 60 anos, o projeto tem como objetivo promover o envelhecimento saudável e oferecer aos 80 usuários cadastrados atendimento multiprofissional, atividades físicas e oficinas da memória, bem como passeios, visitas guiadas e lazer ao ar livre.
De acordo com a coordenadora multiprofissional do Bem Vividos, Patrícia Guerra, cerca de 10 profissionais, entre médicos, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas e podólogos cuidam da manutenção da qualidade de vida de cada um dos participantes. Ela conta, emocionada, que idosos que estavam muito sozinhos e debilitados encontraram no projeto uma maneira de viver de forma mais saudável e alegre. Esse é o caso da artesã Maria das Graças Mathias Franco, de 69 anos, que estava acamada por causa de um quadro depressivo e hoje foi coroada rainha do baile.
“Hoje foi um dia especial pra mim. Há seis meses eu era motivo de preocupação para minha família. Tinha depressão e não saia da cama. Hoje pude me apresentar e dançar para minhas colegas. Uma tarde perfeita porque ser feliz a partir de agora é minha prioridade”, ressaltou Maria das Graças.
Luciana Agra, diretora da unidade, explica que as atividades do projeto acontecem às terças, quartas e quintas-feiras, pela manhã ou à tarde, em uma das salas de convivência da policlínica.
“Divididos em turmas de 30 pessoas, eles participam de rodas de conversa sobre vários assuntos e debatem também os cinco temas essenciais à manutenção da saúde do idoso: alimentação balanceada, visitas periódicas ao médico, a prática de exercícios físicos, o cuidado da saúde emocional e o combate ao câncer”, esclarece.
Segundo a professora aposentada, Sueli Pontes Ramos, de 70 anos, a cada semana que passa a saúde melhora significativamente.
“O corpo e a mente interligados e trabalhados de uma forma eficiente garantem a mim, aos Bem Vividos e a toda equipe sentimentos bem positivos”, comentou.
Programação – O Projeto Bem Vividos mantém uma programação bastante eclética. Nos encontros de terça-feira, ginástica, alongamento e zumba, além de exercícios para o corpo, a mente e o coração. As quartas e quintas-feiras, oficinas da memória e rodas de conversa. Para participar dos projetos é só comparecer à Policlínica mais próxima da residência com o documento de identidade.
 
Banner
Banner
DIGITE SUA BUSCA
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner