Principal
Banner

postheadericon Memorial COVID-19

 

Mauricio Fonseca dos Santos, 48 anos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Habitualmente de alto astral e sorriso no rosto, Mauricio era muito querido por todos os colegas de trabalho. Quando passava por alguma unidade de saúde ou pela administração central, fazia questão de visitá-los em seus setores, sempre deixando boas risadas. Em entrevista concedida a Assessoria de Comunicação da SMS, em 2019, ele contou que tinha muito orgulho da sua profissão e de poder ajudar as pessoas com o seu ofício diariamente.

Mauricio foi internado no Hospital Naval Marcilio Dias, em Lins de Vasconcelos, no dia 3 de maio. Dois dias depois, no dia 5, teve que ser intubado, mas não resistiu as complicações decorrentes da Covid-19 e faleceu na última quarta (19). Mauricio deixa a esposa Andrea e o filho Guilherme.

 

 

Luiz Carlos da Silva, 69 anos

 

 

Natural de Cambuci, no Rio de Janeiro, era concursado pela Prefeitura de Niterói e estava lotado na Secretaria de Saúde do município desde 1991. Sempre muito dedicado, competente e apaixonado pelo trabalho que exercia na Superintendência Financeira da pasta.  Botafoguense fanático, adorava pescar e era presença garantida no Bar do Gaúcho, em São Gonçalo, onde morava e deixou muitos amigos. Luiz foi internado no Pronto Socorro de São Gonçalo no dia 23 de março, foi transferido para o Hospital Municipal Oceânico, em Niterói, mas não resistiu as complicações da Covid-19 e faleceu no último dia dois de abril. Luiz Deixa a esposa, 7 filhos e 7 netos.

 

 

Salvador Valinoti, 71 anos

 

Salvador ao lado dos filhos Rômulo e Renato

 

Profissional competente e dedicado, estava lotado na Unidade de Controle Interno. Apaixonado pela vida, por viagens e pelo Flamengo, ele batizou o cão de estimação com o nome de Imperador, homenagem a um craque do time rubro-negro. Ele estava internado desde o último dia 19 de fevereiro na UTI do Hospital Pasteur, no Méier, e não resistiu às complicações da doença. Salvador deixa dois filhos e dois netos.

 

 

Olavo Cabral, 67 anos


Médico nefrologista, era Coordenador da Central Metropolitana II do Serviço de Assistência Móvel de Urgência (SAMU). Olavo, sempre dedicado ao trabalho, era um entusiasta da formação e capacitação de sua equipe, sempre apoiando e incentivando aos que trabalhavam ao seu lado. Dr. Olavo, como era conhecido, deixa esposa e um filho, Olavo, que também é médico.

 


Glaydes Baptista da Conceição Joviano de Souza, 49 anos


Enfermeira, trabalhava na Policlínica Regional da Engenhoca, onde era responsável pelos Programas de Tuberculose, Hanseníase e sala de curativos. Era mãe, irmã, filha, esposa e amiga dedicada. Sempre com sorriso doce e uma calmaria que contagiava.

 


Maria da Conceição Wakoff Pereira, 65 anos


Médica, trabalhava na Policlínica Regional da Engenhoca. Querida por todos, Maria era alegre, carinhosa com os funcionários e pacientes. Gostava muito da profissão e de ajudar o próximo.

 


Nadir Cabral, 69 anos


Funcionária do Hospital Universitário Antônio Pedro há mais de 30 anos. Atualmente atuando na Central de Material. Nadir era uma pessoa doce e tranquila.

 


Inés Procópio, 72 anos

Auxiliar de enfermagem, funcionária do Hospital Universitário Antônio Pedro há mais de 30 anos. Era muito querida pelos colegas, militante em defesa do HUAP.

 


Luciana Roberto, 27 anos


Enfermeira da unidade coronariana do Hospital Universitário Antônio Pedro, concursada da Ebserh. Trabalhava no hospital há quase 2 anos, querida pelos colegas e dona de um sorriso que cativava a todos. Deixou sua família marido e um bebê de 7 meses.

 


Eva Conceição, 62 anos 


Auxiliar de nutrição, com mais de 30 anos de trabalho no Hospital Universitário Antônio Pedro. Respeitada e querida por seus colegas.

 


Neuza Inês da Conceição, 52 anos


Técnica de enfermagem, concursada da Ebserh trabalhando há quase 2 anos em enfermaria do 4°andar, Hospital Universitário Antônio Pedro. Também trabalhava no Hospital Estadual Azevedo Lima. Querida e respeitada pelos colegas de ambas instituições.

 


Roberto Rosas Simões, 66 anos


Trabalhava no setor administrativo do Hospital Municipal Carlos Tortelly desde 2013. Flamenguista, alegre e divertido, Roberto era muito comprometido com o trabalho, amigo e companheiro de toda equipe.

 

 

Maria Zélia Seabra, 67 anos

 

Ex-servidora cedida do extinto INAMPS à FMS, ela atuou durante mais de 15 anos na Assessoria de Comunicação Social (ASCOM) como uma das integrantes da equipe de jornalismo. Seu trabalho percorreu as gestões dos ex-secretários Gilson Cantarino, Agnaldo Zagne e Francisco D’Ângelo. Zélia deixa um filho, Bernardo, e o marido, Eduardo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 
DIGITE SUA BUSCA
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner